Diz o Néscio: Não há Deus!

Salmo 14. 1Diz o Néscio em seu coração: “Deus não existe”. Todas as suas atitudes são corruptas e abomináveis: não há um que faça o bem

O versículo de acima me lembra muito o F. Dostoiévski, romancista alemão, escreveu em um diálogo do romance ” Os Irmãos Karamazov” : “tudo é permitido […] Como Deus e a imortalidade não existem, é permitido ao homem novo tornar-se um homem-deus, seja ele o único no mundo a viver assim.” nesta passagem, a personagem justifica os seus atos maus pelo fato de que, se não existe um Deus que possa punir a maldade, logo tudo é permitido. E muitos vivem a vida assim.

o néscio acredita que Deus não exista e por, isto, ao longo da vida pratica o mal, oprime a viúva e o pobre, vive como se não tivesse que prestar contas a ninguém e, isto, para o salmista é uma ação tola, pois além de Deus existir, cada ato de nossas vidas estão registradas diante dele e por elas receberemos o que fazemos de bom ou ruim. Além disto, existe um juiz que é a própria consciência que o acusa dos seus erros e ações, talvez por isto, para não viverem com um profundo sentimento de culpa, evitam crer numa vida vindoura da qual nada sabem e nem controlam.

Somente um tolo, ou seja, um néscio, para crer que se pode viver sem prestar contas a ninguém. Quer queira ou não, todos nós temos de dar satisfações do que fazemos em alguma esfera da vida, seja na família, seja trabalho, no amor e na politica, se engana quem acha que as coisas que faz e pratica dizem respeito somente a si. Na verdade, todos nós, em algum grau de  temos que dar satisfações do que fazemos, mesmo que seja para nós mesmos, pois não nada melhor que deitar e dormir com a consciência limpa de seus atos.

Se Deus não existe, diz o néscio, então façamos tudo o que nos dá na telha, o problema é que o fato de não acreditarmos em Deus não nos torna menos culpados dos nossos atos, e, mais o fato de não crermos nele não anula a sua existência.

Deus existe e está atento ao que o homem faz, quer ele creia ou não. E se nem o pobre, nem a viúva, nem orfão podem lutar por si, existe um Deus que por eles vela e pede contas.

By Júlio César

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s