Dose Diária

Dose diária
De poesia rara
É remédio
Que não acaba

Tira o estresse
E a tensão
Da vida corrida
Da pura rotina e desilusão

Poesia que ressuscita
Que anima, ameniza e anestesia

Livre e desperta
Recolhe as cinzas
Das agonias vindas
E idas do dia

Das brechas sem brechas
Do caos da terra
Da rua escaldande
Da sala gelante
Poesia inebriante
É puro ópio
É meu diamante
Sem ela
Seria só mais um
Errante…

Autor: Pr. J. Maurício (Pr. Presidente da AD Manhuaço -MG)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s