Lição 10. Sofonias, o profeta do castigo e da restauração (Slide e vídeo)

Assim como Habacuque, Sofonias presenciou uma nação ímpia e corrupta. Sua mensagem profética foi direcionada não apenas nas para Judá, mas também aos outros povos e às cidades dos filisteus.

 Ao julgamento divino o profeta chama de “o dia do Senhor” (Sf 1,7, 14-15, 18; 2.2;3.8); além disso, ele ressalta  a severidade do castigo que virá sobre Judá e todos os moradores da Terra:

 “Aquele dia é um dia de indignação, dia de angustia e de ânsia, dia de alvoroço e desolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas, dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortes e contra as torres altas”, Sf 1.15-16.

Saiba mais!

 O juiz absolve e também condena; o pai acaricia e também corrige. Deus é juiz, por isso Ele tanto salva quanto destrói (Sf 3.17; Tg 4.12). Deus é pai, por isso Ele tanto cuida quanto disciplina, pois a tristeza vinda de Deus produz arrependimento (2Co 7.10).  Vivendo longe de Deus, o povo entregou-se à idolatria; os príncipes e as autoridades se envolveram com coisas impuras (Sf 1.6,8); os empregados roubavam os patrões e os negociantes agiam com desonestidade (Sf 1.9,11). Judá acostumou-se tanto com às iniquidades que se quer considerava a possibilidade da ira de Deus (Sf 1.12).  Ele, Naum e Habacuque, viveram na mesma época, por isso relatam as mesmas iniquidades dos reis, dos sacerdotes e do povo em geral.

Gostou? baixe o slide aqui

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s