SOU AQUELA CRIANÇA

Meu lar é a rua .
O jornal meu cobertor .
Minha mãe é a lua .
E o sol meu despertador .
Meu mundo é agitado :
Há pessoas ,barrulho .
Luzes e carros .
As pessoas me vêem :
E fecham os vidros .
E fecham as portas .
E fecham os olhos .
E isso aos poucos me mata .
Olhares de pena ,
Olhares confusos .
Esse olhar me condena , á fazer parte de um outro mundo .
Sou órfão da vida .
Filho do destino .
Neto da solidão .
Sou aquele menino :
“Aquele que você olha e nunca vê .
Que você julga ,mas nunca ajuda .
Que sobrevive do pão de estranhos .
Que vive nas ruas.
Aquele que cultiva um coração .
E que quando não encontra pão ,
Se alimenta de sonhos ! “

Veja a música inspirada nesta letra

SOU AQUELA CRIANÇA

Siga o Pastor J. Maurício nas suas redes sociais

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s